Uma noite no Nhangussu

Subimos a super ladeira da rua Monte Bianco a 1 hora e 30 minutos do domingo dia 03 de junho de 2012. A lua estava daquele tipo que alumeia a noite e chama a gataria para uma louca serenata.

Da trilha que leva ao cume, ouvimos vozes antes de conseguir ver quem estava lá. Pareciam rezar, mas falavam muito alto. Paramos de subir e seguimos pelo morrão abaixo das pedras. Que lugar vibrante.

Depois de um tempão resolvemos enfrentar as vozes. Subimos para admirar a paisagem, a lua, a cidade e o vento.

Lá de cima é puro êxtase. Um lugar estonteante que se completa. O cenário enche os nossos olhos e aguça todos os nossos sentidos. Basta respirar para sentir a força do universo.

Passamos uma madrugada maravilhosa, até que as nuvens do poente levaram a lua.

O frio aumentou com a velocidade do forte vento. E foi assim que o sol apareceu.

Giramos o cenário para ver o espetáculo do sol que explodiu em cores no céu da cidade de Guarulhos.

Pedra da Baleia
O astro rei…
e muito frio…

 

 

 

E o sol nasceu quentinho, amarelinho, aconchegante do frio… Ao som da codorninha do campo e do nhambu.

Ele esquentou o dia e quando nos acolheu resolvemos seguir a viagem.

Continua em:
Amostragem da diversidade florística do Nhangussu
Respeito a Terra

Importante: Muitas fotos do blog e todas as fotos desse rolê são de autoria do Eduardo do Nascimento, exceto aquelas que ele aparece 😉

Um comentário sobre “Uma noite no Nhangussu

  1. Vocês sempre me surpreendendo. Obrigada por nos mostrar que em uma cidade de pedra como está virando Guarulhos ainda se tem lugares como este como refugio.

Deixe uma resposta